sexta-feira, 29 de novembro de 2013

O fio da história, entre agulhas e tecidos





A histórias das primeiras indústrias têxteis de Santa Catarina e a importância do papel da mulher para o setor. O documentário termina no quarto de costura da mãe da diretora, que depois de 50 anos como costureira e ex-operária de 
fábrica, acaba de se formar na faculdade de Design de Moda. 
Exibição • RBSTV SC
Prêmio Arara de Bronze, TourFilm Festival Brazil 2010 

Muito bom vejam.... 




Filme O Mar não está Pra Peixe (Tubarões á Vista) - COMPLETO E DUBLADO Grátis


Resolvi assistir esse filme com meu filho e acabei gostando. Ele passa uma mensagem boa de auto confiança perseverança.... O tamanho do gigante não determina quem vai ganhar a luta mas a nossa vontadde vencer sim. 

bjim..... e força.....  




FIBRAS E FIOS - PRODUÇÃO DE TECIDOS - MATERIAIS TÊXTEIS - DESIGN DE MODA


FIBRAS E FIOS - como  tudo  começo.
Naturais, artificiais ou sintéticas, as fibras iniciam um longo processo:
- a fabricação dos tecidos que têm, cada vez mais, a tecnologia a seu serviço - o tecido, hoje em dia é a base de toda a evolução da moda.
 A indústria têxtil, é considerada uma das mais antigas do mundo, o homem ao construí seus abrigos com varas de madeira entrelaçadas com vime, há milhares de anos, também preparava a cama em que dormia com o vime,criando assim  a modalidade mais grosseira de manufatura têxtil. Com o passar do tempo, ele aprendeu a usar fibras mais macias como o linho, a lã, os pelos animais, e o algodão, passando a obter fios por processo manual. 
A forma como os tecido são produzido, determina o seu uso,o aspecto, a aparência, toque, absorção, estabilidade dimensional, transparência e adequação para efeitos decorativos.
SÃO QUATRO OS MÉTODOS DE PRODUÇÃO DE TECIDOS:
•Tecelagem
•Fusão de fibras
•Malharia
•Rendas


Tecelagem de Papel - Coelhos
A tecelagem é conhecida por ser uma das formas mais antigas de artesanato ainda presente nos dias de hoje.
Tecelagem é o ato de tecer, através do entrelaçamento de fios de trama (transversais) com fios de teia ou urdume  (longitudinais), formando tecidosTecidos produzidos no processo de tecelagem (também conhecidos como tecidos planos ou de cala) não podem ser confundidos com tecidos de malha. Nos tecidos planos há somente duas posições possíveis para os fios de trama: ou ele passa por baixo ou passa por cima dos fios de urdume.
O processo de tecer pode ser resumido em três operações:
  1. Abertura da cala: operação para selecionar os fios de urdume, formando uma manta de fios mais baixa e uma manta mais alta
  2. Inserção da trama
  3. Batida do pente
 Tecidos do tipo jacquard, onde o urdume é controlado fio a fio, propiciam a elaboração de desenhos mais complexos.
O que determina os tipos de entrelaçamento do fio é chamado de debuxo ou padronagem , e é realizada pela seleção dos fios de urdume que sobem ou que descem para a formação da cala.
A tecelagem pode ser artesanal (tecelagem manual), utilizando-se de teares manuais, ou industrial, com teares automáticos. 

 Ficheiro:Plain Weaving Detail.JPG

atividade manual




TEAR
 Princípio de funcionamento

O primeiro tear foi provavelmente um artefato tão simples quanto uma estrutura vertical construída de galhos, no qual os fios eram pendurados e tensionados. Outros fios eram então entrelaçados manualmente, a um certo ângulo daqueles já tensionados, criando um tecido rústico.
Aos gregos é atribuída a transferência do tear de posição vertical para a horizontal, e aos egípcios a fixação dos fios de urdume em dois galhos a fim de poderem ser separados de modo a facilitar o entrelaçamento dos fios.




(A) - Urdidura (Urdume) - Base do produto.  Fios esticados no tear, no comprimento do tecido.(C) 

(B) - Trama - Fios que vão sendo trançados pela urdidura, em movimentos de ida e volta. 

(D) Pente - parte do tear que separa os fios para permitir a passagem da trama, segundo o produto que será tecido.

(E) Cala - espaço entre os fios do urdume por onde passa a Navete
 (F) com a trama.

(a imagem foi retirada deste site: http://www.ribeirinho.com.br/teares.htm)

PRINCIPAIS COMPONENTES DE UM TEAR
● Rolo de Urdume
● Olhal dos liços
● Quadro de liços
● Pente
● Rolo de tecido

Tipo de teares automáticos

Todos os teares seguem a mesma idéia básica da tecelagem, como foi descrito: (1) Abertura da Cala, (2) Inserção da Trama e (3) Batida do pente.
A principal diferença de um tear para o outro é a técnica da inserção do fio de trama. Os modelos mais antigos tinham iserção por lançadeiras. Atualmente os tipos de inserção de trama mais comuns são por projéteis, pinças, jato-de-ar ou jato-de-água. Na tecelagem industrial, o sistema de abertura da cala pode ser por excêntricos, maquineta ou maquineta de jacquard. Embora o sistema de lançadeira pareça arcaico, ele é o único que consegue produzir tecidos de até oito metros de largura.
Há três desenhos básicos de armação de tela para formar os tecidos:tela tafetá ou  tecedura lisa, a sarja diagonal ou tecedura trançada  e o cetim. 
Armação tela: tafetá ou tecedura lisa
É a mais simples das três armações básicas, nesta armação, “o fio trama passa uma vez por cima do urdume e uma vez por baixo, alternadamente”.
É um método barato porque o desenho é muito simples por isso ser o tipo de armação mais popular o tecido não tem avesso nem direito.
Por ter um  grande número de entrelaçamento os panos feitos com armação tafetá são:
● Mais firmes e resistentes, pois seus fios estão bem presos;

● Tendem a encolher e absorver mais do que os tecidos feitos de outras teceduras.





Podem-se produzir efeitos texturais e de cores, variando-se as fibras que compõem os fios, a espessura, número de partes dos mesmos, alterando os diferentes graus de torção dos fios, bem como a direção (S e/ou Z).
Exemplos:
● Tecido leves
Cambraia, Organdi, Voal, Georgette, Chifon, Organza, etc…
● Tecido de peso médio: Percal, algodãozinho, morim, chita, shamtung, tafetá.
● Tecido pesado: Lonita, alguns tipos de brim e juta.



Armação sarja diagonal ou tecedura trançada
Principal característica deste tipo de ligamento - linhas diagonais, que podem ter a direção em S ou Z.


2 X 1 O SENTIDO DA DIAGONAL É DA ESQUERDA PARA A DIREITA


  SARJA EM “Z” 3 X 2: O SENTIDO DA DIAGONAL É DA DIREITA PARA A ESQUERDA

Na armação sarja, o fio trama passa por cima de dois fios urdume, passando por baixo da terceira.

O tecido com esta armação é pouco mais maleável de que os da tela.
O avesso e o direito na sarja:
Considera-se direito o lado onde as diagonais são mais pronuciadas ou seja a maior densidade do urdume ou da trama será responsável pela predominância na face direita do tecido.
 Exemplos: Gabardine e brins.
Raramente encontraremos tecidos feitos com esse tipo de armação em:
● Estampados, pois as diagonais, por si só, contribuem para que o pano seja interessante;
● Transparências
Armação Cetim 4X1
Tipo de armação na qual o fio trama passa por cima de quatro fios urdume, passando por baixo da quinta. Geralmente, os tecidos feitos com tecedura cetim são feitos de filamentos brilhantes, com baixa torção, tem lado avesso e direito e são os tecidos mais brilhantes que podem ser fabricados




Esses tecidos Armação Cetim:

- durabilidade baixa pois  não suportam qualquer aspereza, uma vez que os fios flutuantes tendem a enganchar-se em superficeis ásperas.
- sujam-se facilmente.
-após uso contínuo, parecem pegajosos.
- receber o mesmo nome (Cetim)  . E são caracterizados pela maleabilidade, sendo ideais para drapeados.

 Vestido de Noiva em Cetim












bons estudos bjim......



segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Vestido de jornal e de revista


Esse post é sobre um  Trabalho qufoi feito no 2º semestre da faculdade  design de moda  com base na sustentabilidade.
A nossa equipe, muito boa (Heveline  e Emanuely fez para o Universo Estácio da Moda, um concurso de sustentabilidade na moda, dois vestidos , um foi feito de jornal e pintado, o outro de folhas de revista. Ficamos com o 2º lugar uhuhuh... ameiii
O evento Universo Estácio da Moda teve duração de três dias, no qual fisemos os looks no laboratório  dcostura, participarão 10 equipes  e forão  premiadas 3.
Adorei o estimulo a criatividade..... e poder ver como é o dia a  dia de um estilista.

As modelos Gabriela e Jéssica ( Fiquei realizada quando as vi vestidas)




                                      


                         Modelando, a equipe toda ativa....



Emanuely


                                     
                                                     Heveline , Meu João














                 


                                                          Nos bastidores............




O desfile........

 

                                                       A premiação......... 2º lugar

 




1º  lugar

3º lugar



                                A nossa coordenadora 
                    Isis Chidicom os looks participantes




Os jurados.....


desfile  contou com as presenças dos designers de moda, Anastácio Junior, André Castro, Lindebergue Fernandes, A consultora de imagem Juliana Brito e a diretora da Agência Focus Juliana Melo. O desfile teve como premiação um cheque no valor de dois mil reais (1º) e tablets (2º), desconto de 30% nas mensalidaddo semestre (3º). O evento teve como parceiros o grupo Del Paseo , Casa PioJornal O Povo e o Centro Universitário Estácio



sábado, 23 de novembro de 2013

Moda anos 80



A moda anos 80 (tempo compreendido entre 1980 a 1989), a New Wave (nova onda ), inspirou-se basicamente na onda da geração saúde e da febre da ginástica aeróbica.  Contrariando a moda dos anos 60 e 70, onde em um vestuário da moda prevalecia roupas largas, artesanais e de inspiração indiana, nos anos 80 o uso de roupas de ginástica (lycra, sapatilha, polaina) no cotidiano, combinadas a roupas excêntricas e exageradas, com cores cítricas, estampas de animais e sobretudo muito alegres e de bolinhas, foi sem dúvida o grande marco na moda da época




O EXAGERO Foi a marca maior dos anos 80 .Tudo foi muito colorido e extravagante. o acrílico e o plástico entraram em alta, nas mais variadas cores, geralmente cintilantes para compor as bijouterias.
OS SHOPPINGS CENTERS tornaram-se paraíso dos consumistas.
As Marcas eram ostentadas em todas as roupas;
OS JAPONESES marcaram posição no cenário internacional.

Pode-se dizer que os anos 80 começam realmente em 1977, com o sucesso da música “disco” inspirados no filme “Saturday Night Fever”. Voltam à tona, o glamour da noite e o charme do excesso e do brilho, deixando para trás o estilo hippie dos anos 70. A juventude trouxe de volta o que já era considerado “velho”: roupas sob medida e vestidos de baile. Os anos 80 seguem o charme e a sofisticação dos anos 60, porém com um certo exagero.
Em um universo tecnológico (o Atari surgiu nessa época), a moda inspirou-se no Japão, emergente com suas novidades, e em tudo o que fosse electrónico: neons, computadores, automáticos, etc.
Os anos 80 ficou também conhecido como a década perdida, pois todos querem de volta um tempo que não volta mais, e os anos 80, deixou saudades.

             Xuxa no alge....    
  
 Atualmente podemos ver nas ruas sendo retomados estilos que foram clássicos na década de 80, como leggings estampados, animal print, ombreiras, blusas, etc








 Maquiagem anos 80, Look Anos 80, olhos anos 80

terça-feira, 19 de novembro de 2013

MODA E CINEMA ...... Filme O Grande Gatsby


Não é de hoje que a moda inspira o cinema e vice-versa. As duas sempre foram uma expressão e reflexo de uma época e de uma cultura. E é por isso que tantos figurinos de filmes ficaram marcados na história e em nossas cabeças. Quem não se lembra do famoso vestido de Marilyn Monroe em “O Pecado Mora ao Lado” ou ao estilo “college” super anos 90 do filme ” As Patricinhas de Beverly Hills”?  Essa relação não para de acontecer! O figurino desenhado por Miuccia Prada para o filme ” O Grande Gatsby” nos prova isso. Qual será o próximo figurino que fará história e ficará para sempre em nossas cabeças?
"O Grande Gatsby" é um romance escrito pelo autor americano F. Scott Fitzgerald, publicado pela primeira vez em 1925.
Obra-prima de Scott Fitzgerald, O Grande Gatsby é o romance americano definitivo sobre os anos prósperos e loucos que sucederam a Primeira Guerra Mundial. O texto de Fitzgerald é original e grandioso ao narrar a história de amor de Jay Gatsby e Daisy. Ela, uma bela jovem de Lousville e ele, um oficial da marinha no início de carreira. Apesar da grande paixão, Daisy se casa com o insensível, mas extremamente rico, Tom Buchanan. Com o fim da guerra, Gatsby se dedica cegamente a enriquecer para reconquistar Daisy. Já milionário, ele compra uma mansão vizinha à de sua amada em Long Island , promove grandes festas e aguarda, certo de que ela vai aparecer. A história é contada por um espectador que não participa propriamente do que acontece - Nick Carraway. Nick aluga uma casinha modesta ao lado da mansão do Gatsby, observa e expõe os fatos sem compreender bem aquele mundo de extravagância, riqueza e tragédia iminente.




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Seu comentário é muito importante para a construção do blog! :)