sexta-feira, 29 de novembro de 2013

FIBRAS E FIOS - PRODUÇÃO DE TECIDOS - MATERIAIS TÊXTEIS - DESIGN DE MODA


FIBRAS E FIOS - como  tudo  começo.
Naturais, artificiais ou sintéticas, as fibras iniciam um longo processo:
- a fabricação dos tecidos que têm, cada vez mais, a tecnologia a seu serviço - o tecido, hoje em dia é a base de toda a evolução da moda.
 A indústria têxtil, é considerada uma das mais antigas do mundo, o homem ao construí seus abrigos com varas de madeira entrelaçadas com vime, há milhares de anos, também preparava a cama em que dormia com o vime,criando assim  a modalidade mais grosseira de manufatura têxtil. Com o passar do tempo, ele aprendeu a usar fibras mais macias como o linho, a lã, os pelos animais, e o algodão, passando a obter fios por processo manual. 
A forma como os tecido são produzido, determina o seu uso,o aspecto, a aparência, toque, absorção, estabilidade dimensional, transparência e adequação para efeitos decorativos.
SÃO QUATRO OS MÉTODOS DE PRODUÇÃO DE TECIDOS:
•Tecelagem
•Fusão de fibras
•Malharia
•Rendas


Tecelagem de Papel - Coelhos
A tecelagem é conhecida por ser uma das formas mais antigas de artesanato ainda presente nos dias de hoje.
Tecelagem é o ato de tecer, através do entrelaçamento de fios de trama (transversais) com fios de teia ou urdume  (longitudinais), formando tecidosTecidos produzidos no processo de tecelagem (também conhecidos como tecidos planos ou de cala) não podem ser confundidos com tecidos de malha. Nos tecidos planos há somente duas posições possíveis para os fios de trama: ou ele passa por baixo ou passa por cima dos fios de urdume.
O processo de tecer pode ser resumido em três operações:
  1. Abertura da cala: operação para selecionar os fios de urdume, formando uma manta de fios mais baixa e uma manta mais alta
  2. Inserção da trama
  3. Batida do pente
 Tecidos do tipo jacquard, onde o urdume é controlado fio a fio, propiciam a elaboração de desenhos mais complexos.
O que determina os tipos de entrelaçamento do fio é chamado de debuxo ou padronagem , e é realizada pela seleção dos fios de urdume que sobem ou que descem para a formação da cala.
A tecelagem pode ser artesanal (tecelagem manual), utilizando-se de teares manuais, ou industrial, com teares automáticos. 

 Ficheiro:Plain Weaving Detail.JPG

atividade manual




TEAR
 Princípio de funcionamento

O primeiro tear foi provavelmente um artefato tão simples quanto uma estrutura vertical construída de galhos, no qual os fios eram pendurados e tensionados. Outros fios eram então entrelaçados manualmente, a um certo ângulo daqueles já tensionados, criando um tecido rústico.
Aos gregos é atribuída a transferência do tear de posição vertical para a horizontal, e aos egípcios a fixação dos fios de urdume em dois galhos a fim de poderem ser separados de modo a facilitar o entrelaçamento dos fios.




(A) - Urdidura (Urdume) - Base do produto.  Fios esticados no tear, no comprimento do tecido.(C) 

(B) - Trama - Fios que vão sendo trançados pela urdidura, em movimentos de ida e volta. 

(D) Pente - parte do tear que separa os fios para permitir a passagem da trama, segundo o produto que será tecido.

(E) Cala - espaço entre os fios do urdume por onde passa a Navete
 (F) com a trama.

(a imagem foi retirada deste site: http://www.ribeirinho.com.br/teares.htm)

PRINCIPAIS COMPONENTES DE UM TEAR
● Rolo de Urdume
● Olhal dos liços
● Quadro de liços
● Pente
● Rolo de tecido

Tipo de teares automáticos

Todos os teares seguem a mesma idéia básica da tecelagem, como foi descrito: (1) Abertura da Cala, (2) Inserção da Trama e (3) Batida do pente.
A principal diferença de um tear para o outro é a técnica da inserção do fio de trama. Os modelos mais antigos tinham iserção por lançadeiras. Atualmente os tipos de inserção de trama mais comuns são por projéteis, pinças, jato-de-ar ou jato-de-água. Na tecelagem industrial, o sistema de abertura da cala pode ser por excêntricos, maquineta ou maquineta de jacquard. Embora o sistema de lançadeira pareça arcaico, ele é o único que consegue produzir tecidos de até oito metros de largura.
Há três desenhos básicos de armação de tela para formar os tecidos:tela tafetá ou  tecedura lisa, a sarja diagonal ou tecedura trançada  e o cetim. 
Armação tela: tafetá ou tecedura lisa
É a mais simples das três armações básicas, nesta armação, “o fio trama passa uma vez por cima do urdume e uma vez por baixo, alternadamente”.
É um método barato porque o desenho é muito simples por isso ser o tipo de armação mais popular o tecido não tem avesso nem direito.
Por ter um  grande número de entrelaçamento os panos feitos com armação tafetá são:
● Mais firmes e resistentes, pois seus fios estão bem presos;

● Tendem a encolher e absorver mais do que os tecidos feitos de outras teceduras.





Podem-se produzir efeitos texturais e de cores, variando-se as fibras que compõem os fios, a espessura, número de partes dos mesmos, alterando os diferentes graus de torção dos fios, bem como a direção (S e/ou Z).
Exemplos:
● Tecido leves
Cambraia, Organdi, Voal, Georgette, Chifon, Organza, etc…
● Tecido de peso médio: Percal, algodãozinho, morim, chita, shamtung, tafetá.
● Tecido pesado: Lonita, alguns tipos de brim e juta.



Armação sarja diagonal ou tecedura trançada
Principal característica deste tipo de ligamento - linhas diagonais, que podem ter a direção em S ou Z.


2 X 1 O SENTIDO DA DIAGONAL É DA ESQUERDA PARA A DIREITA


  SARJA EM “Z” 3 X 2: O SENTIDO DA DIAGONAL É DA DIREITA PARA A ESQUERDA

Na armação sarja, o fio trama passa por cima de dois fios urdume, passando por baixo da terceira.

O tecido com esta armação é pouco mais maleável de que os da tela.
O avesso e o direito na sarja:
Considera-se direito o lado onde as diagonais são mais pronuciadas ou seja a maior densidade do urdume ou da trama será responsável pela predominância na face direita do tecido.
 Exemplos: Gabardine e brins.
Raramente encontraremos tecidos feitos com esse tipo de armação em:
● Estampados, pois as diagonais, por si só, contribuem para que o pano seja interessante;
● Transparências
Armação Cetim 4X1
Tipo de armação na qual o fio trama passa por cima de quatro fios urdume, passando por baixo da quinta. Geralmente, os tecidos feitos com tecedura cetim são feitos de filamentos brilhantes, com baixa torção, tem lado avesso e direito e são os tecidos mais brilhantes que podem ser fabricados




Esses tecidos Armação Cetim:

- durabilidade baixa pois  não suportam qualquer aspereza, uma vez que os fios flutuantes tendem a enganchar-se em superficeis ásperas.
- sujam-se facilmente.
-após uso contínuo, parecem pegajosos.
- receber o mesmo nome (Cetim)  . E são caracterizados pela maleabilidade, sendo ideais para drapeados.

 Vestido de Noiva em Cetim












bons estudos bjim......



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Seu comentário é muito importante para a construção do blog! :)